Brasil e China lançarão satélite em parceria

China e Brasil pretendem lançar, neste ano, um novo satélite de sensoriamento remoto ao espaço. No último sábado, em Pequim, representantes dos dois países comemoraram os dois anos de funcionamento do CBERS-1 (China Brazil Earth Resources Satellite 1). Os países firmaram um Acordo para a Pesquisa e Produção de Satélites em julho de 1988. Segundo o embaixador brasileiro Alfonso Celso de Ouro Preto, o satélite CBERS-2 foi construído pelo Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), do Brasil. Luiz Bueno, gerente de projetos do CBERS, diz que o novo satélite está na China, em testes, e que a data de lançamento ainda não foi confirmada. O CBERS-1 está em órbita do planeta Terra desde 1999, e se encontra funcional desde março de 2000. Outros dois satélites estão nos planos futuros de Brasil e China.Para o diplomata brasileiro, a cooperação em tecnologia espacial entre as duas nações beneficiou o Brasil na área política e econômica. "O satélite não só proporcionou informações sobre o País, mas também projetou o Brasil como uma nação independente no desenvolvimento da indústria de satélites", comentou Ouro Preto.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.