Brasil espera apoio a sua proposta

Recebida com frieza na Assembleia-Geral da ONU, a ideia brasileira de criação de um marco regulatório internacional para a web pode ganhar força agora que França e Alemanha descobriram uma espionagem americana maior do que esperavam. O Itamaraty ficou satisfeito pelo fato de o Brasil ter sido lembrado nesses países pela reação forte quando descobriu que a NSA espionava a presidente e empresas brasileiras. A proposta brasileira - que defende princípios como liberdade de expressão e de privacidade, governança democrática e multilateral e uma orientação inclusiva e não discriminatória em uma rede neutra - despertou temor de um controle internacional das comunicações.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.