REUTERS/Carlos Garcia Rawlins
REUTERS/Carlos Garcia Rawlins

Brasil está preocupado com presidência da Venezuela no Mercosul

Há sérias dúvidas sobre se o país terá condições de desempenhar esse papel

Lu Aiko, O Estado de S. Paulo

02 Junho 2016 | 21h27

O governo brasileiro está preocupado com a perspectiva de a Venezuela assumir pela primeira vez, a partir do fim deste mês, a presidência pro-tempore do Mercosul. Esse seria o normal, dentro do sistema de rodízio aplicado ao comando do bloco econômico. Mas há sérias dúvidas sobre se o país terá condições de desempenhar esse papel.

No Mercosul, há um pedido do Paraguai de aplicação, contra a Venezuela, da cláusula democrática -  o que poderia resultar em sua suspensão do bloco. Há iniciativas semelhantes também na Organização dos Estados Americanos (OEA) e na Unasul.

O governo brasileiro ainda não tem uma decisão a respeito desse tema, segundo informou ontem o Palácio do Planalto. A expectativa é que o ministro das Relações Exteriores, José Serra, converse nos próximos dias com o presidente em exercício, Michel Temer, para definir um posicionamento.

Diante das muitas iniciativas, o ministro defendeu um “caminho único de negociação”. Ao longo dos últimos dias, ele se reuniu com o secretário-geral da Unasul, Ernesto Samper, e com o secretário-geral da OEA, Luis Almagro. Também deverá receber, nos próximos dias, o líder da oposição na Venezuela, Henrique Capriles.

Nos bastidores, a avaliação é que será “inevitável” discutir a situação da Venezuela na próxima reunião do Mercosul, marcada para o dia 24. A iniciativa do Paraguai é vista com simpatia, mas não há total segurança se será possível aplicar a cláusula democrática, pois para tanto é preciso um “fato determinado”.

Da mesma forma, há dúvidas sobre o sucesso do questionamento feito na OEA. A Venezuela tem maioria de votos na organização, pois muitos países da região dependem fortemente do petróleo por ela fornecido.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.