Brasil felicita Rafael Correa pela vitória no Equador

O governo brasileiro felicitou nesta noite o esquerdista Rafael Correa pela sua virtual vitória nas eleições presidenciais ocorridas no último domingo no Equador e desejou êxito a Correa no futuro trabalho como governante. O governo do presidente Luiz Inácio Lula da Silva não esperou o resultado final e oficial da apuração par ronhecer como ganhador o candidato, apoiado fortemente pelo presidente venezuelano Hugo Chave. Com cerca de 65,8% das urnas de segundo turno apuradas, Correa está a mais de um milhão de votos a frente do empresário Alvaro Noboa, seu rival neste segundo turno. Comunicado divulgado pela chancelaria brasileira no Equador afirma que "o governo brasileiro felicita os senhores Rafael Correa e Lênin Moreno, futuros presidente e vice-presidente da República do Equador". A nota informa ainda que "O presidente Luiz Inácio Lula da Silva entrará em contato com Rafael Correa para desejar-lhe pessoalmente êxitos no governo". No informe, o Brasil diz ainda ter seguido com atenção as eleições no Equador e ressalta "a forma pacífica" como "o povo equatoriano expressou livremente sua vontade", segundo foi comprovado pela Missão de Observação Eleitoral da Organização dos Estados Americanos (OEA) e outros observadores internacionais. De acordo com o Tribunal Eleitoral do Equador, contabilizado 65,8% das 36.613 urnas do País, Correa tem 62,62% e Alvaro Noboa, 37,38%. Com estes resultados, o nacionalista Rafael Correa assumiria a presidência do Equador.

Agencia Estado,

27 Novembro 2006 | 22h18

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.