Brasil mantém contato com a França sobre o Haiti

O Itamaraty admitiu ter feito "contatos informais" com a diplomacia francesa para que fosse melhor explicada a proposta de Paris de enviar tropas para conter a violência política no Haiti. No entanto, o ministério esclareceu não ter recebido nenhuma solicitação ou proposta formal da França nesse sentido. Além disso, explicou a chancelaria, o Brasil considera que qualquer sugestão de encaminhar tropas ao Haiti ou a qualquer outro país deve necessariamente passar pelo Conselho de Segurança da ONU.O Itamaraty também divulgou nota em que o Grupo do Rio - organização de países latino-americanos voltada para o diálogo político - manifesta apoio ao presidente haitiano Jean-Bertrand Aristide. Na nota, o Grupo do Rio apela às partes envolvidas no conflito para que aceitem o plano de paz proposto pelos países da Comunidade do Caribe (Caricom) e condena os atos de violência. O Grupo, que no momento tem o Brasil na sua secretaria-executiva, respalda ainda as ações que vêm sendo desenvolvidas pela Caricom e pela Organização dos Estados Americanos (OEA) em favor de uma solução pacífica para a crise.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.