Brasil, México e Argentina recusam hondurenho na ONU

Países da América Latina protestaram hoje contra a participação de um representante do governo interino de Honduras numa reunião do Conselho de Direitos Humanos da Organização das Nações Unidas (ONU). Brasil, Argentina e México recusaram-se a aceitar a participação do embaixador Delmer Urbizo Panting na reunião em Genebra, porque ele não é integrante do governo do presidente deposto, Manuel Zelaya, que foi retirado do cargo e levado ao exílio em 28 de junho.

AE-AP, Agencia Estado

14 de setembro de 2009 | 17h12

O embaixador belga Alex Van Meeuwen, que preside o Conselho de Direitos Humanos, disse que iria procurar saber se Urbizo tem permissão para representar Honduras no conselho. O porta-voz do conselho, Rolando Gomez, disse que "nenhuma decisão foi tomada" até o início da tarde de segunda-feira.

Tudo o que sabemos sobre:
HondurasBrasilONUreunião

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.