Brasil oferece ajuda para recuperar a Bolívia

O Brasil estuda cooperar com a recuperação econômica da Bolívia, depois da crise social que levou à troca do governo. O recado foi dado pelo ministro das Relações Exteriores, Celso Amorim, ao presidente boliviano Carlos Mesa Gisbert, na visita de dois dias encerrada hoje, no primeiro encontro de uma autoridade estrangeira com Mesa. O ministro brasdileir foi prestar "o apoio do Brasil ao recém-empossado governo boliviano e retomar contatos com o país vizinho, nesta nova etapa de sua história", informou o Itamaraty em nota. O ministro examinou "a possibilidade do envio de missão interministerial à Bolívia com o objetivo de ajudar o país a superar os problemas econômicos que enfrenta e ampliar a cooperação com o Brasil", informou o Itamaraty.Da Bolívia, Amorim seguiu para o México, onde participará, com o ministro da Defesa, José Viegas, da Conferência Especial sobre Segurança promovida pela Organização dos Estados Americanos (OEA). As autoridades vão discutir, entre outros assuntos, narcotráfico e crime organizado, tráfico de armas e terrorismo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.