Brasil oferece colaboração ao substituto de Lozada

O governo brasileiro reafirmou, após arenúncia do presidente da Bolívia, Gonzalo Sánchez de Lozada, seu?firme compromisso? com a manutenção da paz e da democracia na América Latina e anunciou ?a plena disposição de colaborar com o novo governo boliviano, em prol do desenvolvimento da Bolívia, para o que continua a oferecer a cooperação do Brasil, inclusive no âmbito do Mercosul.? O anúncio foi feito em nota oficial divulgada pelo Itamaraty.O texto da nota afirma que o governo brasileiro, durante a criseboliviana, ?pautou sua atuação pela necessidade de preservação da paz e da estabilidade institucional democrática? e lembra que os presidentes Luiz Inácio Lula da Silva e seu colega da Argentina, Nestor Kirchner, enviaram representantes a La Paz para ?conhecer melhor a situação e manter contatos com o presidente boliviano, personalidades políticas e setores influentes?.Segundo o Itamaraty, os enviados de Lula e Kirchner ?transmitiram adisposição dos governos brasileiro e argentino de contribuírem para apaz.?Festa na Bolívia após a renúncia do presidente Presidente da Bolívia renuncia Líder da oposição boliviana diz que aceitará posse do vice Manifestantes ameaçam invadir Congresso boliviano EUA mandam equipe de militares à Bolívia ONU suspende distribuição de alimentos na Bolívia Presidente da Bolívia diz que não renuncia Varig mantém vôos para La Paz suspensos até segunda Professor relata experiência na Bolívia Avião com brasileiros pousa em Campo Grande Assessor de Lula tem agenda apertada na Bolívia O futuro sombrio da Bolívia Brasil e Argentina enviam missão à Bolívia nesta sexta-feira Dezenas de milhares mantêm protestos na Bolívia ONU denuncia "excessos no uso da força" na Bolívia Lozada aceita referendo sobre questão do gás EUA resgatam estrangeiros de La Paz Conflito na Bolívia deixa mais dois mortos

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.