Brasil pede cessar-fogo imediato no Oriente Médio

O Ministério das Relações Exteriores (MRE) do Brasil divulgou uma nota oficial no início da tarde deste domingo no qual pede o imediato cessar-fogo no Oriente Médio e a retirada das tropas israelenses das cidades palestinas.No documento de 17 linhas, o governo brasileiro se diz "profundamente alarmado com o rápido agravamento da situação de violência extremada nos territórios palestinos e em Israel" e faz um apelo para que seja cumprida a resolução número 1402 aprovada pelo Conselho de Segurança das Nações Unidas na madrugada de sábado.Além de exigir que as duas partes se comprometam com um cessar-fogo construtivo e a saída das tropas israelenses das cidades palestinas, entre elas Ramallah, a resolução da ONU exorta os dois lados no conflito a cooperarem plenamente com o general Anthony Zinni, enviado especial norte-americano que está na região tentando retomar as negociações e uma solução para a crise."O Brasil, juntamente com a comunidade internacional, faz um chamado veemente a Israel para que suspenda a ofensiva militar nos territórios ocupados, respeite a Autoridade Nacional Palestina e sua liderança e se retire sem demora das cidades palestinas", diz a nota do MRE.O governo brasileiro também condena os ataques suicidas contra a população civil de Israel e diz estar convencido de que "a ação militar desproporcional e os atos indiscriminados de terrorismo colocam em risco uma solução política e negociada para o conflito no Oriente Médio".A persistência de manifestações de intransigência, na avaliação do MRE, inviabiliza os objetivos de paz e a consideração de propostas construtivas, seja as de iniciativa saudita ou do general Anthony Zinni.Por último, o governo brasileiro reafirma disposição em cooperar com a comunidade internacional para execução de medidas que permitam a retomada do processo de paz e "a coexistência pacífica dos Estados da Palestina e de Israel".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.