Brasil perdoa mais de US$ 50 milhões da dívida da Bolívia

O chanceler Celso Amorim anunciou que o Brasil perdoará US$ 52 milhões da dívida boliviana, e que o País estuda ampliar um plano de cooperação financeira em investimentos e que poderá chegar a US$ 700 milhões. Numa entrevista coletiva concedida no domingo ao lado chanceler boliviano, Juan Ignacio Siles, Amorim havia anunciado que o Brasil pretende comprar mais gás boliviano, para ajudar o país vizinho.O ministro brasileiro declarou ainda que o Brasil gostaria de ter a Bolívia como membro pleno do Mercosul, e não apenas como Estado associado.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.