Brasil se abstém de votação na ONU para não isolar Cuba

O Brasil vai se abster de votar a resolução sobre Cuba, nesta sexta-feira, durante a conferência da Comissão de Direitos Humanos da Organização das Nações Unidas (ONU). Apresentado pelo Uruguai e apoiado pela maioria dos países latino-americanos, o texto, segundo o ministro das Relações Exteriores, Celso Lafer, não condena nem pune Cuba, mas "anima e encoraja" o país a realizar as reformas necessárias. "Entretanto, vamos nos abster por tradição e por não querermos Cuba isolada nesse contexto.", afirmou.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.