Brasil vai enviar 16 toneladas de suprimentos para Tailândia

O governo brasileiro vai enviar esta noite a Bangcoc, na Tailândia, um carregamento de 16 toneladas de alimentos e medicamentos, como parte da ajuda humanitária aos países do Sul da Ásia afetados por maremotos do início da semana. O material será entregue aos representantes da Organização das Nações Unidas (ONU), que estão encarregados das operações de resgate e de socorro às vítimas. Conforme informou a Força Aérea Brasileira (FAB), o Boeing KC-707 deverá ser carregado na Base Aérea de Brasília e decolar às 20 horas locais. Os embaixadores Edmundo Fujita, diretor do Departamento de Ásia e Oceania, e Manuel Gomes Pereira, diretor do departamento das Comunidades Brasileiras no Exteriores, estão reunidos no Itamaraty para detalhar o trabalho de identificação de brasileiros que foram vítimas do tsunami (ondas gigantes). Até a noite de ontem, o Itamaraty contava com uma lista de 208 desaparecidos. Porém, houve 70 novos contatos de brasileiros. O Itamaraty informou que a família da diplomata Lys Amayo de Benedek D´Avola, conselheira da Embaixada brasileira em Bancoc, deverá decidir sobre o translado de seu corpo e do seu filho, Gianluca, para o sepultamento no Brasil. Até o momento, o marido de Lys Amayo, o italiano Antonio D´Avola, que estaria internado em um hospital, não foi localizado. A família havia viajado para a ilha de Phi Phi, um balneário no Sul da Tailândia.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.