Brasil vai enviar US$ 2 milhões em remédios ao Haiti

O chanceler brasileiro, Celso Amorim, anunciou ontem uma contribuição de US$ 2 milhões em remédios e outros insumos hospitalares para responder ao surto de cólera no Haiti. Além da ajuda material, o governo brasileiro também prepara equipes médicas, que devem desembarcar em Porto Príncipe com a missão de planejar as ações de socorro e prevenção.

AE, Agência Estado

26 de outubro de 2010 | 11h33

O embarque de todo o material médico será feito amanhã, da base da Força Aérea Brasileira (FAB) no Rio de Janeiro. Dois epidemiologistas partirão de Brasília no mesmo dia. "O Brasil vai ajudar no que for possível para auxiliar na prevenção e no tratamento das pessoas", disse o representante brasileiro no comitê gestor Brasil-Haiti, Carlos Felipe D?Oliveira, que voltou ontem de Porto Príncipe, onde coordenou os cursos para agentes comunitários de saúde. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.