Brasileira desaparecida trabalhava no 98º andar do WTC

Mais de 24 horas depois dos atentados que destruíram as torres gêmeas do World Trade Center, a mineira Sandra Fajardo Smith, de Belo Horizonte, que trabalhava no 98º andar da torre norte, na empresa March Inc., continua desaparecida. No início da noite de hoje, os primos Wanda Tavares Fajardo, José Tadeu Fajardo e Augusto Fajardo seguem procurando informações sobre Sandra no Dellevue Hospital Center, em Manhattan, onde uma multidão de parentes de desaparecidos mantêm plantão em busca de novas informações.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.