Brasileira vai chefiar resgate da ONU na Tailândia

A brasileira Joana Scholtes comandará os trabalhos de resgate e de assistência humanitária da ONU na Tailândia após o tsunami que atingiu o sul do país no domingo. Scholtes foi designada ao posto no início de dezembro para coordenar as atividades da ONU por três anos em Bangcoc. Com o desastre, sua função principal será a de coordenar as ações internacionais para a reconstrução das áreas afetadas."A desordem e grande e ainda encontraremos muitos corpos por algum tempo ainda", afirmou a brasileira à Agencia Estado. Falando de seu telefone celular antes de embarcar de Bangcoc para Phuket, região mais afetada da Tailândia, Scholtes acredita que o turismo no pais levara anos para se recompor.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.