Brasileiras reféns no Sinai vão para Israel

As brasileiras Sara Lima Silvério, de 18 anos, e Zélia Magalhães de Mello, de 44, sequestradas por beduínos egípcios na Península do Sinai, no domingo, e liberadas após nove horas, seguiram o roteiro de sua excursão turística ontem. Elas foram para Jerusalém, em Israel, com o grupo de religiosos da Igreja do Avivamento da Fé.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.