Brasileiro deve verificar abusos no país

O Conselho de Direitos Humanos da ONU aprovou ontem uma resolução na qual pede que a junta militar de Mianmá aceite a visita do brasileiro Paulo Sérgio Pinheiro - relator especial para direitos humanos em Mianmá - para que avalie a situação das violações no país. A resolução ''''deplora'''' a repressão das manifestações, pede a libertação de mais de mil presos políticos e uma transição rumo à democracia. China e Índia evitaram a condenação explícita de Mianmá, o que deixou ativistas irritados.O Itamaraty atuou como principal mediador entre a posição do Ocidente e a de Pequim e Moscou e sugeriu que o verbo ''''condenar'''' fosse substituído por ''''deplorar'''' no documento - abrindo espaço para o consenso na aprovação da resolução.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.