Brasileiro é morto no conflito Israel-Palestina

O brasileiro Mohamad Hasan Musa, 22 anos, que nasceu na cidade de Quarai, no Rio Grande do Sul, foi morto no sábado por uma patrulha do exército israelense na cidade de Ramalah, na Cisjordânia. Ele estava num carro acompanhado de outros dois homens, identificados como membros das Brigadas dos Mártires de Al-Aqsa. Kais Musa, primo do brasileiro que mora em Porto Alegre, confirmou que Mohamad pertencia à Fatah, organização política que luta pelo Estado palestino. Mas negou o envolvimento do jovem com ações terroristas. "A atividade política dele sempre foi de defesa da autonomia palestina, nunca de agressão", afirmou.Kais disse que viu Mohamad pela última vez em 2001, quando esteve em Ramallah. A família toda se transferiu de Quaraí para a Cisjordânia na década de 80, quando o jovem tinha apenas dois anos. Os pais dele mantinham uma loja de roupas na cidade, que faz fronteira com a Argentina. "Ele fazia parte da linha de frente do movimento, era sempre o primeiro a tentar impedir a entrada dos tanques de Israel na cidade", afirmou o primo.Segundo ele, que telefonou hoje para a família na Cisjordânia, os pais e irmãos de Mohamad estão transtornados com o crime, mas não pretendem envolver o governo brasileiro uma ação de protesto contra Israel.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.