Brasileiro é pego com 750 diamantes nas calças

Suspeito disse ser egípcio embora tivesse passaporte brasileiro; ele foi liberado após pagar multa

Jamil Chade, correspondente em Genebra,

03 de novembro de 2011 | 11h39

GENEBRA – Um brasileiro foi apanhado em Genebra na quarta-feira, 2, com 750 pedras de diamante escondidas em suas calças. Ele chegava da Bélgica em um trem e iria embarcar para o Brasil no mesmo dia a partir do aeroporto de Genebra.

 

O traficante se identificou como egípcio mas viajava com um passaporte brasileiro. Na tentativa de se defender, o suspeito alegava que as pedras não tinham como alvo o mercado suíço e que, portanto, estava apenas de passagem. Além disso, argumentou que havia escondido as pedras em suas calças porque já havia sido roubado no metrô de Paris – por onde teria passado – em várias ocasiões.

 

Segundo o suspeito, que não teve seu nome revelado pela polícia, foi ele mesmo quem trabalhou sobre as pedras. Ele disse ainda que os diamantes seriam levados ao Brasil.

 

Segundo Michel Bachar, porta-voz da Polícia de Fronteira de Genebra, as suspeitas recaíram sobre o sujeito por sua "linguagem corporal" ao desembarcar do trem em Genebra.

 

Multa

 

Os suíços optaram por não prender o suspeito. Apenas aplicaram uma multa de 5 mil francos suíços e dar uma garantia em dinheiro. Esse montante seria liberado assim que o brasileiro saísse do território suíço, como acabou ocorrendo.

 

Na avaliação do suspeito, o seu carregamento valia cerca de US$ 45 mil. Mas para Bachar, o que ele carregava era pelo menos duas vezes mais valioso.

Tudo o que sabemos sobre:
diamantesbrasileiros presosGenebra

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.