Brasileiro é preso nos EUA após tentar abrir porta do avião em pleno vôo

Um brasileiro vestindo um casaco militar e dando socos no ar tentou abrir a porta de um avião em pleno vôo nos Estados Unidos, informaram autoridades e passageiros nesta quarta-feira.O vôo 890 da United Airlines, vindo de Los Angeles, pousou no horário previsto no Aeroporto Internacional de Dulles, em Washington, na noite de terça-feira. Ninguém se feriu.Ken Wolfenberger, um dos passageiros abordo do vôo, disse em entrevista telefônica à Associated Press ter ajudado a dominar o passageiro. O brasileiro, identificado como Carlos Alberto de Oliveira, possuía broches de campeonatos de jiu-jítsu em sua camisa.Oliveira agiu de maneira estranha por cerca de 20 minutos, depois levantou-se, enrolou cintos em suas mãos e começou a dar socos no ar, disse Wolfenberger.Ainda segundo a testemunha, uma comissária de bordo pediu por ajuda quando o passageiro tentou abrir a saída de emergência da aeronave."Toda vez que você ouve uma aeromoça dizer ´Ajudem-me, por favor´, você imagina que algo realmente ruim está para acontecer", disse.Wolfenberger contou ainda que Oliveira foi agarrado por outros passageiros. Em seguida, oficiais de vôo (autoridades que viajam nos aviões americanos para evitar atentados terroristas) chegaram e prenderam o brasileiro. Oliveira teve o surto após três horas e meia de vôo, informou uma porta-voz da United Airlines, Megan McCarthy."Depois que o passageiro foi contido, o piloto decidiu pousar em Dulles", disse McCarthy. "Não foi um pouso de emergência."Após a aterrissagem, Oliveira foi levado para interrogatório por agentes do FBI. Cento e trinta e oito passageiros e seis tripulantes estavam no vôo.U

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.