Brasileiro envia charge a jornal do Irã

Um brasileiro foi o primeiro a se inscrever no concurso lançado por um jornal iraniano sobre o Holocausto, informou nesta segunda Masoud Shojai, responsável pelo concurso promovido pelo Hamshahri, em resposta à publicação no Ocidente das caricaturas do profeta Maomé. O jornal disse que o concurso sobre o Holocausto - um tema sensível para muitos países - é um teste para o Ocidente sobre a liberdade de expressão.A caricatura do brasileiro, cuja identidade não foi revelada, mostra um homem fumando com um uniforme de prisioneiro listrado. O homem, de barba e bigode, está usando um kefié e tem sua mão direita sobre sua testa e olhos. No peito, há uma lua crescente islâmica com a letra "P" dentro e embaixo o número 7256. O desenho dá a entender que se trata de um palestino em um campo de concentração.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.