Brasileiro investigará abusos de Damasco

O brasileiro Paulo Sérgio Pinheiro foi escolhido ontem pela ONU para liderar investigações sobre abusos de direitos humanos cometidos pelo governo de Bashar Assad, na Síria. Ele prometeu um inquérito "independente e não politizado". Pinheiro terá a tarefa de comandar uma comissão que avaliará os crimes cometidos por Damasco nos últimos meses em meio à revolta popular. A esperança da ONU é que, com um brasileiro liderando o processo, o governo sírio finalmente abra as portas do país para a entidade, que até hoje foi impedida de entrar na Síria. Ao "Estado", Pinheiro revelou que tentará convencer o governo sírio a recebê-lo sob o argumento de que fará uma investigação justa.

Jamil Chade, O Estado de S.Paulo

13 Setembro 2011 | 00h00

"Vou deixar claro ao governo de que sua melhor opção hoje é deixar que entremos. Temos a missão de fazer um relatório e ele será feito de qualquer forma. Portanto, para o governo, é melhor que ele seja ouvido", disse.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.