Brasileiro preso por deixar bomba em aeroporto na Itália

A polícia italiana prendeu o brasileiro João Paulo Dutra, um travesti de 40 anos acusado de ter abandonado um pacote-bomba que continha 30 gramas de TNT, no dia 6 de dezembro, dentro de uma bolsa no aeroporto de Falconara-Ancona, na Itália central. O dispositivo não chegou a explodir. Dutra, sobre quem existia uma ordem de captura internacional por transporte de material explosivo, viajou no dia 6 de dezembro de Ancona e Roma e dali embarcou com sua mãe em um avião que ia para São Paulo e Belo Horizonte. Dutra, que adota o nome Kelly, foi detido na zona onde reside em Ancona, onde dirigia uma pequena empresa de limpeza após ter abandonado há alguns anos a prostituição.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.