Brasileiro teria reagido de maneira ''''agressiva''''

O advogado de defesa no julgamento que avalia a conduta da Scotland Yard na operação que resultou na morte de Jean Charles de Menezes, em 2005, afirmou ontem que o brasileiro reagiu de forma "agressiva" quando policiais deram ordem para que ele parasse. Ao apresentar as conclusões finais, o advogado Ronald Thwaites disse que Jean Charles se comportou "como teria feito um terrorista". O brasileiro foi baleado sete vezes na cabeça ao ser confundido com um dos autores de atentados frustrados contra o sistema de transportes de Londres.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.