Brasileiro tinha empresas em Angola e Moçambique

Sérgio Miguel Pereira Soveral, de 36 anos, português com nacionalidade brasileira, foi uma das vítimas do acidente das Linhas Aéreas Moçambicanas (LAM) na Namíbia.

O Estado de S. Paulo,

01 de dezembro de 2013 | 19h00

Soveral era proprietário das empresas Joluso, que fabrica reboques e comercializa máquinas, e Invep , dedicada à indústria de veículos pesados, na cidade de Rio Maior, região central de Portugal. A Invep tinha uma sucursal em Angola e outra em Moçambique.

Segundo o Jornal de Notícias, de Portugal, Soveral ficou responsável pelas empresas da família sete anos atrás depois da morte do pai, José Luís Soveral, em um acidente de trabalho. As empresas empregavam mais de 200 pessoas. A irmã de Soveral viajou para Moçambique para tratar do traslado do corpo para Rio Maior.

Tudo o que sabemos sobre:
MoçambiqueQueda de Avião

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.