Brasileiros pedem ajuda para deixar a Tailândia

52 brasileiros estão nos hotéis aguardando a primeira oportunidade para poder deixar o país

da redação,

30 de novembro de 2008 | 21h09

Com o fechamento dos aeroportos de Bangcoc por manifestantes, na Tailândia, 52 brasileiros estão nos hotéis aguardando a primeira oportunidade para poder deixar o país, segundo informações da Globo News.  Veja também: Protestos contra governo tailandês ferem 51 pessoasManifestantes na Tailândia liberam a saída de 88 aviõesEmbaixada informa que turistas espanhóis serão repatriados Premiê demite chefe de polícia e muda sede de governo  Tailândia cerca aeroporto ocupado por manifestantes  Paulo Souto Maior, um dos que está no país, revela que há pessoas idosas que pode começar a faltar remédios. "Estamos no hotel e não podemos sair para ir para o aeroporto, mas podemos sair para ir em qualquer outro lugar. Nas ruas não têm agitação, mas a coisa fica preocupante a cada dia que as coisas não se acertam", disse Maior em entrevista para a Globo News. "Há pessoas com idade avançada e começa a ter dificuldade com medicamento, como insulina, por exemplo", citou.  Segurança O Aeroporto Internacional de Nova Délhi apertou a segurança depois de ter recebido e-mails anônimos contendo ameaças às suas instalações, segundo informou The Press Times of India neste domingo (30). Uma fonte sênior da Força de Segurança Central Industrial da Índia disse que "medidas adequadas foram tomadas" para proteger o aeroporto, segundo o jornal local. As informações são da Dow Jones.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.