Brasileiros reprovam possível ataque dos EUA ao Iraque

Pesquisa da empresa Brasmarket, realizada no mês de fevereiro com 2.637 mil pessoas em todas as regiões do País, aponta que mais da metade dos entrevistados (53,1%) é totalmente contrária à iniciativa dos EUA de atacar o Iraque. A mesma pesquisa indica também que 67% dos pesquisados acham que o Brasil não deve tomar partido na guerra e 78% avaliam que o Brasil poderá ser prejudicado de alguma forma por esse conflito.A empresa Brasmarket perguntou aos entrevistados qual o país que tem mais razão nessa briga, se os Estados Unidos ou o Iraque, e a resposta foi a seguinte: 51,4% disseram que nenhum dos dois têm razão, nem merecem apoio, 14,7% apontaram o Iraque, 15,3% os Estados Unidos e 8,6% não souberam responder. Questionados sobre o significado da sigla ONU e a função desse organismo internacional, 36,9% souberam definir, 33,5% não souberam, 13,8% definiram o significado, mas erraram na função e 6,4% erraram definição e função.Do total de entrevistados pela Brasmarket, 26% estão na faixa etária de 25 a 34 anos, 20,6% de 18 a 24 anos, 19,9% de 35 a 44 anos, 17,8% de 45 a 59 anos, 11,1% de 60 anos ou mais e 4,6% de 16 a 17 anos. Sobre o grau de instrução, 46,1% possuem segundo grau, 33,5% primeiro grau, 13% superior e 7,4% não têm instrução. A maioria dos entrevistados é da região Sudeste (44,2%), seguida da região Nordeste (26,9%), Sul (15,7%), Centro-Oeste (6,8%) e Norte (6,4%).

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.