Brasileiros retidos enviam mensagem de celular à família

Depois de mais de 24 horas retidos por manifestantes bolivianos, quatro turistas paranaenses foram liberados por volta das 18 horas de ontem. A informação foi passada por familiares de dois dos turistas, o comerciante Erotides de Arruda, de 56 anos, e seu filho, Diogo Ruiz, de 24 anos, que moram em Curitiba e viajaram para a Bolívia de férias com os irmãos Marcos e Bruno Tosin, de 25 e 23 anos, amigos de Diogo (e também retidos).

, O Estado de S.Paulo

22 de abril de 2010 | 00h00

Não há informação sobre a situação dos outros cerca de 90 turistas de várias nacionalidades que, segundo os brasileiros, também foram impedidos de prosseguir viagem. "Agora, está tudo tranquilo", disse Regina, mãe de Diogo, na noite de ontem.

Regina havia sido avisada pela filha que mora nos EUA da situação da família ? Erotides conseguiu passar uma mensagem de celular para a jovem na terça-feira. "Eles pegaram, no meio do deserto, todas as caminhonetes que iam com turistas para o Salar de Uyuni", dizia a mensagem, explicando que todos os "cativos" estavam sendo "bem tratados" pelos manifestantes. Na noite de ontem, Diogo conseguiu passar para a mãe outra mensagem dizendo que eles já estavam a caminho do Chile. / E. F.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.