Brasileiros vindos do Líbano deixam o Recife

O antigo Boeing 707 presidencial, conhecido como "Sucatão" - que serviu a Presidência da República até o início do governo do presidente Luiz Inácio Lula da Silva -, decolou há pouco de Recife com destino a São Paulo, levando mais de 90 brasileiros que fugiram dos bombardeios israelenses sobre o Líbano. O avião pousou às 6h15 no aeroporto dos Guararapes procedente da Turquia, trazendo cerca de 100 brasileiros. A chegada a Guarulhos, São Paulo, está prevista para depois das 11h.Durante o reabastecimento do avião, muitos passageiros desembarcaram para descansar e seis deles ficaram na capital pernambucana para fazer conexões. Desses, cinco eram da mesma família: o libanês naturalizado brasileiro Ali Said Chaheito, sua mulher, Maria do Socorro Correia Moreira, e três filhos, que seguirão de Recife para Belém. A família desceu acenando bandeirinhas do Brasil e Chaheito se disse muito emocionado ao retornar ao País. Disse que estava fugindo do inferno, em que o Líbano se transformou. Esse é o segundo grupo a ser trazido pelo Itamaraty desde o início do conflito entre Israel e o Hezbollah. Assim como o primeiro vôo, que pousou na última terça-feira com 98 passageiros, a escala no Recife foi de caráter técnico (reabastecimento do avião). O avião trazendo nesta manhã os brasileiros que moram no Oriente Médio saiu da cidade de Adana, na Turquia, no domingo.O governo brasileiro organiza uma operação para a retirada de 1.500 brasileiros do Líbano. Os próximos vôos com direção ao Brasil devem sair de Damasco, na Síria.Israel deu inicio à operação no Líbano após o Hezbollah matarem três soldados e capturarem outros dois na fronteira entre os dois países, no dia 12 de julho. Pelo menos 381 pessoas perderam suas vidas do lado libanês, incluindo 20 soldados e 11 militantes do Hezbollah, de acordo com autoridades libanesas.Já o total de mortos do lado israelense fica em 37, com 17 civis mortos por mísseis lançados pelo grupo extremista e 20 soldados mortos durante os combates.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.