Breivik prefere prisão a hospital psiquiátrico

A defesa do norueguês Anders Behring Breivik, que assassinou 77 pessoas em julho de 2011, anunciou ontem que ele não apelará da sentença a ser emitida hoje, mas contestará qualquer decisão da Justiça de Oslo que alegue insanidade. Breivik se recusará a ir a uma instituição psiquiátrica, garantiu um de seus advogados, Geir Lippestad. O norueguês diz ter agido em razão de suas "convicções nacionalistas".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.