Brescia dá 'bônus-bebê' apenas para pais italianos

Prefeitura de Brescia exclui imigrantes de política que visa estimular nascimentos.

Emma Wallis, BBC

29 de dezembro de 2008 | 10h00

A prefeitura de Brescia, no norte da Itália, está oferecendo 1.000 euros (cerca de R$ 3.400) aos casais que tiverem filhos na cidade, para tentar reverter a baixa taxa de natalidade na região.Para receber o dinheiro, no entanto, ao menos um dos pais precisa ser italiano.A medida está provocando polêmica, com críticas tanto dos opositores do prefeito direitista Adriano Paroli, quanto do bispo de Brescia.Mas Paroli afirma que sua medida não é discriminatória e que está apenas ajudando a atacar o "verdadeiro problema", que é a baixa taxa de natalidade entre os italianos."Isso não é discriminatório. Não estamos retirando serviços, mas dando algo extra para os cidadãos italianos", afirma o prefeito.ImigraçãoSegundo ele, os imigrantes representam 15% da população da cidade, mas usam até cinco vezes mais recursos dos serviços de assistência social."Esta não é uma política nacionalista, mas uma resposta a um problema italiano de baixa taxa de natalidade entre as pessoas jovens", afirma Paroli.O prefeito argumenta que "há políticas especiais disponíveis para mães imigrantes que não estão disponíveis para italianos". "Isso é a mesma coisa. Não é tirar de ninguém, mas somente adicionar algo para algumas pessoas", diz.No norte industrial do país, os imigrantes representam uma grande porcentagem da população e geralmente têm taxas de natalidade mais altas do que as dos italianos.Muitos deles trabalham em fábricas que contribuem para a força econômica da Itália. Para o bispo de Brescia, Luciano Monari, essa contribuição deveria fazer dos imigrantes também merecedores dos bônus por nascimentos, tanto quanto os cidadãos italianos.Em Roma, italianos e estrangeiros recebem um bônus menor do Estado por cada criança nascida, independentemente de suas nacionalidades. A política de concessão de bônus para estimular o aumento da taxa de natalidade pode soar para alguns o renascimento de algumas políticas da era fascista.Mas em tempos de crise econômica, independentemente da orientação política, todos parecem concordar que incentivos financeiros à natalidade pode ser uma boa idéia e a chave para colocar o país de volta ao rumo da estabilidade financeira.BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Tudo o que sabemos sobre:
italiabonusbebesnatalidade

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.