Briga em partida de futebol na Jordânia deixa 250 feridos

Confusão entre torcedores reflete tensões étnicas do país do Oriente Médio

Associated Press

11 de dezembro de 2010 | 08h41

Polícia teve de intervir na confusão entre os torcedores.

 

AMMAN - Torcedores de dois times de futebol rivais na Jordânia se envolveram em uma briga generalizada após uma partida na noite da sexta-feira, 10, deixando 250 feridos e agravando as divisões entre os clãs beduínos e os refugiados palestinos que vivem no país.

 

Ahmed Abu-Hamad, chefe da polícia local, afirmou que o colapso de uma grade de metal que separava os torcedores causou a maioria dos fétidos. Além disso, ele informou que 30 policiais ficaram feridos.

 

A partida era entre o Wehdat e o Faisali, duas equipes de rivalidade histórica. A maioria dos jogadores e torcedores do Faisali são de clãs beduínos nativos, enquanto os do Wehdat são primariamente descendentes do 1,8 milhão de palestinos refugiados após a criação de Israel em 1948.

 

Ao menos 250 pessoas se feriram na confusão.

Tudo o que sabemos sobre:
Jordâniafutebolviolência

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.