Briga em prisão deixa dez mortos na Venezuela

As autoridades venezuelanas informaram nesta quarta-feira que dez presos morreram em uma briga entre grupos rivais no Centro Penitenciário de Occidente, perto da cidade de San Cristóbal, a sudoeste de Caracas. Inicialmente as autoridades informaram que 15 pessoas tinham morrido, mas depois o general da Guarda Nacional Luis Nieto, chefe militar da região, afirmou que o número de internos mortos é de dez. Nieto confirmou que a briga ocorreu devido à rivalidade interna dos grupos para tomar o controle da penitenciária, conhecida também como prisão de Santa Ana. O grupo que conseguiu este controle tem a hegemonia na posse de armas e administra a distribuição de drogas, além de controlar outras questões, como alimentação, lazer e privilégios dentro da prisão. Dados da ONG Observatório Nacional de Prisões indicam que no ano passado 327 detidos morreram e 655 ficaram feridos nos 30 centros de reclusão existentes na Venezuela, onde vivem 20 mil presos. A mesma organização afirma que nos dois primeiros meses deste ano 53 presos morreram em incidentes violentos nas prisões e 133 ficaram feridos.

Agencia Estado,

19 Abril 2006 | 18h00

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.