Brigadas de Al-Aqsa matam suposto informante na Cisjordânia

Milicianos das "Brigadas dos Mártires de Al-Aqsa" mataram nesta terça-feira um suposto informante de Israel no norte da Cisjordânia, disseram fontes médicas palestinas.O assassinato aconteceu no campo de refugiados de Balata, no distrito de Nablus, quando um grupo de militantes das Brigadas, facção armada ligada ao movimento nacionalista Fatah, matou o palestino Jafal Mahmoud, de 24 anos, suspeito de trabalhar para os serviços secretos israelenses.Fontes do grupo armado assumiram a autoria do assassinato de Mahmoud.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.