Brigadas de Al-Aqsa seqüestram cinco membros do Hamas

Integrantes das Brigadas dos Mártires de Al-Aqsa, facção armada ligada ao Fatah, seqüestraram cinco membros do grupo islâmico Hamas, na cidade de Nablus, no terceiro dia dos conflitos que já resultaram na morte de pelo menos 24 pessoas.Algumas horas antes do seqüestro, militantes bombardearam a casa de um guarda-costas do líder do Fatah, Mohammed Dahlan.Entre os seqüestrados, todos eles funcionários do Departamento de Educação do governo de Nablus, está um guarda-costas do vice-ministro palestino, Nasser al-Shaer, que foi identificado como Samer Darwasi.Outro funcionário do governo, Fayad El-Akbar, de 44 anos, foi seqüestrado pouco antes por militantes e seu paradeiro continua desconhecido. Após seqüestrar os funcionários, os militantes também atearan fogo ao segundo andar do edifício do governo, em Nablus.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.