Brigadas de Kadafi resistem na cidade de Sebha

Confrontos começaram depois que negociação para rendição da cidade fracassou

Efe

29 de agosto de 2011 | 09h11

ARGEL - As brigadas fiéis ao foragido coronel Muamar Kadafi resistem ao avanço dos rebeldes na cidade de Sebha, 780 quilômetros ao sul de Trípoli, depois do fracasso de uma mediação para a rendição da cidade, informou a imprensa árabe e insurgente.

 

Veja também:

TWITTER: Leia e siga nossos enviados à região

OPINE: Onde se esconde Muamar Kadafi?

ESPECIAL: Quatro décadas de ditadura na Líbia

RADAR GLOBAL: Os mil e um nomes de Kadafi

ARQUIVO: ‘Os líbios deveriam chorar’, dizia Kadafi

 

Segundo o canal "Al-Jazira", pelo menos três insurgentes morreram e outros dez ficaram feridos nos confrontos nesta localidade, controlada em sua maioria pelos combatentes fiéis ao Conselho Nacional de Transição líbio, máxima autoridade rebelde.

 

O canal, que cita fontes rebeldes sem identificar, acrescentou que as forças de Kadafi estão usando mísseis contra o bairro de Al Qarda.

 

O site dos "Rebeldes do dia 17 de Fevereiro de Sebha" assegura que as forças fiéis a Kadafi rejeitaram a mediação para deixar as armas.

"Sua resposta foi que ou compartilhamos a nova líbia ou não entregaremos as armas", segundo disse o grupo em sua página de Facebook.

 

Enquanto isso, os rebeldes cercam desde o domingo Sirte, o último reduto dos fiéis a Kadafi, situado no litoral mediterrânea a 450 quilômetros de Trípoli, e cidade natal do ditador.

 

Segundo os rebeldes, combatentes insurgentes estão a 30 quilômetros a oeste de Sirte e cerca de 100 ao leste, enquanto continuam os esforços mediadores para a rendição pactuada da cidade.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.