Britânico desaparecido no Iraque está bem, diz governo

O cidadão britânico Gary Teeley, desaparecido no Iraque, está vivo, com saúde e em mãos das forças da coalizão, informou neste domingo a Chancelaria britânica. Teeley, de 37 anos, esteve desaparecido durante vários dias após ser seqüestrado por uma milícia na cidade de Nassiriya, no sul do país. A Chancelaria não deu detalhes sobre como ele foi libertado. Um oficial da coalizão que não quis se identificar disse que Teeley, contratado para trabalhar em uma base militar e seqüestrado em 5 de abril, fora libertado horas antes. Acrescentou que a coalizão ajudará Teeley a deixar o Iraque, mas recusou-se a dizer se o cidadão britânico pretendia regressar à Grã-Bretanha. De acordo com a rede de televisão Al-Jazira, Teeley foi libertado graças à intervenção de líderes tribais da região. Segundo a rede árabe, ele trabalhava numa base americana para uma empresa do Catar. A assessoria de imprensa do primeiro-ministro Tony Blair disse que o governo britânico está "satisfeito" com a libertação de Teeley.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.