Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Britânico diz que dormia quando piratas atacaram iate

O britânico sequestrado por piradas somalis disse que estava dormido quando homens armados entraram no seu iate, às 2h30 da madrugada, na semana passada. Paul Chandler contou à emissora britânica de televisão "ITV" que ele e sua mulher, Rachel, são mantidos a uma milha da costa da Somália em um navio cargueiro de Cingapura.

AE-AP, Agencia Estado

29 de outubro de 2009 | 15h33

Chandler foi perguntado sobre como estavam sendo tratados, mas a conexão do telefone por satélite caiu antes que ele pudesse responder.

Na manhã de hoje, a Marinha britânica encontrou o iate do casal em águas internacionais. Não havia ninguém na embarcação. Navios de guerra fazem buscas desde que o iate do casal, o Lynn Rival, enviou um sinal de socorro na sexta-feira.

Os piratas arrecadam milhões de dólares em resgates pedidos após sequestro de embarcações e aumentaram o número de ataques.

Tudo o que sabemos sobre:
piratasSomáliabritânicoscasaliate

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.