Britânico é executado nos Estados Unidos

Tracy Lee House, nascido nas Ilhas Bermudas e que tem cidadania americana, foi executado na madrugada desta quarta-feira, horário de Brasília, em uma prisão na Geórgia, a 80 km da cidade de Atlanta, por meio de uma injeção letal. Housel foi condenado em 1986 por ter estuprado e assassinado em um posto de gasolina Jean Drew, 46 anos, um ano antes. Depois, Housel também confessou ter assassinado um homem no Texas a marretadas, ferido seriamente outros dois e estuprado uma mulher em New Jersey.O primeiro-ministro britânico, Tony Blair, enviou uma carta de apoio aos advogados do condenado em que os apoiava em uma última apelação ao tribunal para cancelar a pena de morte de Housel, informou o porta-voz de Blair. Além de Blair, várias organizações de direitos humanos e 121 membros do parlamento inglês também pediram clemência pela vida do réu para as autoridades americanas. Além de Housel, outros três britânicos estão no corredor da morte nos Estados Unidos. A Inglaterra abandou a pena de morte há 40 anos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.