Britânico é seqüestrado por rebeldes na Nigéria

Londres confirma vítima; primeiras informações apontaram para rapto de americano

Efe,

10 de agosto de 2007 | 08h34

Um britânico que trabalha em uma companhia petrolífera na Nigéria foi seqüestrado nesta sexta-feira, 10, na cidade de Port Harcourt, segundo informações do Ministério de Relações Exteriores do Reino Unido. O homem, cuja identidade não foi divulgada, foi seqüestrado de seu veículo no início da manhã numa área considerada uma das mais importantes regiões petrolíferas do sul do país. As primeiras informações divulgadas informaram que a vítima se tratava de um cidadão americano. Porém, a chancelaria confirmou o seqüestro. Segundo o Ministério, autoridades britânicas estão em contato com a empresa em que o funcionário trabalhava e com familiares da vítima. "Os representantes diplomáticos em Abuya pressionam para que alcancem uma resolução rápida e pacífica para a situação", indicou um porta-voz de Relações Exteriores. Pelo menos 200 estrageiros, incluindo 20 britânicos, foram seqüestrados no delta no Níger. O país é o maior produtor de petróleo na África e o sexto maior da OPEP.

Tudo o que sabemos sobre:
Nigériaseqüestro, Reino Unido

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.