Britânico resgatado do Pólo Norte

Um explorador britânico que ficou isolado no Pólo Norte durante uma semana foi resgatado por uma avião, informou sua equipe. Pen Hadow, de 41 anos, esteve à deriva em uma tenda armada sobre uma placa de gelo flutuante, com a comida quase no fim e sem contato direto com seu acampamento-base, desde o final da caminhada que empreendeu ao pólo, em 19 de maio.Duas tentativas anteriores de resgatar Hadow, no sábado e no domingo, falharam quando o gelo quebradiço e o nevoeiro cerrado impediram o pouso do avião num posto de reabastecimento. O website de Hadow informa que ele foi resgatado nesta terça-feira.Hadow iniciou sua caminhada de 770 km no dia 17 de março, a partir de uma ilha no norte do Canadá, completando a viagem para se tornar a primeira pessoa a chegar ao Pólo Norte, sozinha e sem ajuda, saindo do Canadá. Ele estava racionando seu estoque de alimentos, composto de nozes, chocolate e frutas secas, desde quinta-feira, e a bateria de seu celular por satélite se esgotou na sexta.A mulher de Hadow, Mary, havia dito mais cedo que não estava preocupada com o marido.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.