Britânico sequestrado na Somália é libertado

O organização não governamental Save the Children disse que um trabalhador humanitário britânico sequestrado recentemente na Somália, Frans Barnard, foi libertado e chegou hoje à capital do Quênia, Nairóbi, em boas condições de saúde.

AE-AP, Agência Estado

21 de outubro de 2010 | 16h28

Barnard foi sequestrado no dia 14 de outubro, junto a um auxiliar somali, na cidade de Adado, perto da fronteira da Somália com a Etiópia. O trabalhador somali foi libertado no dia seguinte. A porta-voz da Save the Children, Anna Ford, disse que Barnard avaliava em Adado se a região somali apresentaria condições para a organização montar um programa de nutrição para as crianças locais e suas famílias. Barnard foi libertado após ordens de um conselho de idosos de um clã tribal.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.