Britânicos abrem arquivos

No dia 28, o National Archives, de Londres, liberou 6 mil documentos secretos da Guerra das Malvinas, em 1982. Entre as revelações estão detalhes sobre aviões argentinos que levavam armamento da Líbia para Buenos Aires. Os documentos apontam ainda que a decisão de afundar o cruzador General Belgrano, maior navio argentino, foi tomada durante um almoço da primeira-ministra Margaret Thatcher com seus ministros e revelam que a preocupação do presidente dos EUA, Ronald Reagan, com a influência soviética na América Latina fez a Casa Branca pedir que Londres negociasse um tratado de paz com Buenos Aires.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.