Britânicos dizem que população se revoltou em Basra

Um ?levante da população civil? estaria ocorrendo na cidade iraquiana de Basra, com os civis enfrentando as tropas leais a Saddam Hussein, informam representantes dos serviços de inteligência britânica. A cidade está sob cerco da coalizão anglo-americana que luta para derrubar Saddam.Um porta-voz no Kuwait disse que parece haver algum tipo de revolta popular em movimento, mas que ainda não existe confirmação independente do relato.De acordo com oficiais da inteligência militar, tropas iraquianas na cidade voltaram o fogo de morteiros contra a própria população, numa tentativa de sufocar o motim. O jornalista Richard Gaisford, que está com os Royal Scots Dragoon Guards, nos arredores de Basra, disse que as tropas britânicas passaram a bombardear as posições de morteiro, para ajudar os rebeldes.Ele disse à BBC que podia ouvir um grande número de explosões na cidade.O repórter Tim Franks, da BBC, que está na fronteira entre Iraque e Kuwait, disse que, se a rebelião realmente estiver ocorrendo, era por isso que as tropas estavam esperando. Até então, não havia aparecido nenhum sinal de apoio civil às tropas anglo-americanas em Basra. Em vez disso, as forças da coalizão acreditam que cerca de 1.000 apoiadores fiéis de Saddam Hussein estão entrincheirados na cidade, mantendo a população em xeque.O correspondente da BBC diz que o comando britânico reconhece que os iraquianos vêm ditando o plano de batalha em Basra, lançando sua melhor cartada, que é atrair a coalizão para a luta urbana.As informações são do site da BBC. Para ler o noticiário da BBC, que é parceira do estadao.com.br, clique aqui. Veja o especial :

Agencia Estado,

25 de março de 2003 | 16h24

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.