Britânicos exortam europeus a reforçarem medidas de segurança

O ministro do Interior do Reino Unido, John Reid exortou os países da União Européia (UE) a reforçarem suas medidas de segurança contra o terrorismo após um suposto atentado contra os aviões que decolariam de Londres ter sido frustrado pela polícia na semana passada. "O que está claro para todos nós na Europa é que estamos diante de uma ameaça persistente e muito real", disse Reid, após se reunir nesta quarta-feira com os ministros da Finlândia (que ocupa a presidência rotativa da UE), França, Alemanha, Portugal e Eslovênia. Eles manifestaram "apoio e solidariedade" aos britânicos durante o encontro.Segundo Reid, os terroristas têm uma capacidade "virtualmente ilimitada" para "causar imensos danos, mortes e destruição" devido aos avanços tecnológicos. Ele ressaltou que as medidas de segurança adotadas pelo governo britânico deveriam ser aplicadas nos demais países europeus. Reid admitiu também que as novas regras continuam causando sérios transtornos nos aeroportos, mas ressaltou que "não é possível se combater o terrorismo sem inconveniências".Os serviços de segurança investigam possíveis ligações entre os suspeitos presos na semana passada em Londres e pessoas residentes em outros países europeus. Além disso, será discutida uma ação comum para se combater a radicalização de integrantes da população islâmica na Europa. Fratinni propôs uma controle mais rígido da Internet, banindo as páginas que pregam o extremismo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.