Britânicos reduzem área de ação de Bin Laden

Unidades especiais britânicas, atuando em conjunto, conseguiram reduzir a área de ação de Osama bin Laden, apontado pelos Estados Unidos como mentor dos atentatados terroristas de 11 de setembro, a apenas 78 quilômetros quadrados nas cercanias de Kandahar, ao sul do Afeganistão, informou hoje o ministro da Defesa britânico, Geoff Hoon. Segundo o ministro, tropas da SAS (unidades especiais, treinadas para atuar em áreas montanhosas e sob situações climáticas adversas) foram enviadas de helicópteros para regiões adjacentes a Kandahar (fortaleza do Taleban). "O plano é reduzir o espaço de ação de Bin Laden, que, neste momento, é muito limitado", ressaltou Hoon. "Queremos também que o líder terrorista fuja com seus lugares-tenentes." De acordo com Hoon, "há fortes motivos" para se acreditar que o chefe da Al-Qaeda esteja "imobilizado" em seu esconderijo próximo a Kandahar. Ele afirmou que é muito provável que em pouco tempo o exilado saudita seja encontrado.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.