Britânicos voltam a ter RG depois de 50 anos

O ministro do Interior da Grã-Bretanha,David Blunkett, apresentou hoje o texto provisório de umprojeto para instituir cédula de identidade no país - pela primeira vez em 50 anos. A decisão, destacou, faz parte de conjunto de medidas destinadas a reforçar o combate ao terrorismo. Durante a 2ª Guerra Mundial, os britânicos foram obrigados ausar "carteiras de identidade" por razões de segurança nacional.Mas elas foram abolidas em 1952 pelo então primeiro-ministroWinston Churchill por causa da tensão criada entre policiais ecivis. Com a divulgação hoje do rascunho do projeto, o ministroinstituiu um plano piloto de testes. Cerca de 10 mil britânicosreceberam documentos nacionais de identidade, que passarão ausar por um determinado período. O governo quer ver como eles secomportam, antes de emitir cédulas de identidade para todos os60 milhões de habitantes do país. A medida é condenada pelosmovimentos de defesa dos direitos do cidadão em todo o país. Ascédulas terão, além de impressões digitais, dados biométricos deseus portadores.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.