Bronzes de Saddam viram monumento a soldados dos EUA

Quando Saddam Hussein governava o Iraque, duas enormes estátuas de bronze mostravam o ditador em pose heróica, a cavalo, espada erguida. Soldados americanos explodiram as estátuas, e o bronze que compunha as imagens de 15 metros de altura foi usado por um artesão iraquiano que as transformou num memorial mostrando um soldado americano chorando a morte dos companheiros, enquanto uma jovem tenta consolá-lo.A nova estátua, montada num pedestal de granito negro, é a peça principal de um memorial da guerra no Iraque que se encontra em construção no museu da 4ª Divisão de Infantaria em Fort Hood, Texas. ?Voltamos ao tempo em que você derretia os canhões do inimgo para fazer estátuas?, disse o major Chuck Fuss, que serviu no Iraque.O museu pretende ainda obter e exibir uma cabeça, um braço e uma espada de uma das estátuas de Saddam derrubadas em Tikrit.

Agencia Estado,

14 de julho de 2004 | 20h02

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.