Brown anuncia mais fundos para reconstrução do Iraque

O ministro britânico da Economia, Gordon Brown, anunciou neste sábado em uma visita de surpresa ao Iraque a doação de 100 milhões de libras (cerca de 150 milhões de euros) para a reconstrução do país, segundo a rede BBC. O ministro, cuja viagem ao país árabe não havia sido anunciada oficialmente, deu detalhes dessa nova contribuição após se reunir com soldados britânicos perto da cidade de Basra (sul), onde está posicionada a maioria das tropas do Reino Unido. "O que quero dizer hoje é que podemos fornecer 100 milhões de libras extra nos próximos três anos para contribuir com o programa de recuperação econômica (do Iraque)", disse. Essa doação se somará à de 544 milhões de libras estipulada pelo Reino Unido em uma conferência de doadores de 2002, e que deve ser efetivada ainda este ano. Em sua primeira visita ao país árabe, está previsto que Brown se reúna com o vice-primeiro-ministro iraquiano, Barham Saleh, assim como com altos comandantes das Forças Armadas britânicas, que o informarão sobre a situação de segurança. Em comunicado sobre sua visita, divulgado por meios de comunicação britânicos, o ministro indicou que o motivo da viagem é destacar "o importante trabalho" das tropas e se reunir com membros do governo iraquiano para analisar "os desafios". "Estamos comprometidos a apoiar os iraquianos na construção de uma nação democrática, que traga segurança e prosperidade a sua gente, e desempenhe sua parte na região e na economia mundial", assinalou. Brown é acompanhado pelo chefe do pessoal da Defesa, marechal-chefe Jock Stirrup. A visita, segundo a mídia britânica, deve durar um dia. O Reino Unido tem atualmente 7.200 soldados no sul do Iraque, a maioria aquartelada na área de Basra. Um total de 125 militares britânicos morreu no país árabe desde o início da invasão pelas tropas anglo-americanas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.