Brown anuncia que deixará posto de primeiro-ministro

O primeiro-ministro do Reino Unido, Gordon Brown, disse hoje que renunciará de seu posto no governo e da liderança do Partido Trabalhista. Com isso, Brown pretende facilitar as negociações com o Partido Liberal Democrata para uma coalizão de governo. Ele pediu ao Partido Trabalhista que comece a realizar os preparativos para que se escolha a nova liderança da sigla. Brown afirmou que não concorrerá nessa disputa interna. "Eu não tomarei parte nessa disputa e não apoiarei nenhum candidato."

AE, Agência Estado

10 Maio 2010 | 13h59

Brown disse que há potencial para um "governo progressista". Segundo o primeiro-ministro, o líder dos liberais democratas, Nick Clegg, disse que deseja negociar a formação de um governo com os trabalhistas. Outra possibilidade seria Clegg unir seu grupo político ao Partido Conservador. Essa sigla, liderada por David Cameron, venceu as eleições realizadas na quinta-feira, mas não obteve vantagem suficiente para obter a maioria parlamentar, forçando a formação de uma coalizão. As informações são da Dow Jones.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.